Skip to main content
Clean & Safe

FBAC arranca novo ano com formação sobre o acesso à participação cultural • 15 de janeiro de 2022 (nova data) • Inscrições abertas!

 

Dando continuidade à sua estratégia de desenvolvimento de públicos e qualificação dos profissionais do setor da cultura, a Fundação Bienal de Arte de Cerveira vai iniciar o novo ano com a formação “Acesso à participação cultural: uma visão integrada”, orientada por Maria Vlachou (Acesso Cultura). A sessão está agendada para o dia 15 de janeiro (sábado), é gratuita e decorrerá exclusivamente em formato digital.

A iniciativa destina-se a profissionais do setor da cultura e da educação, mas alarga-se ao público em geral. O objetivo consiste em capacitar os participantes de conhecimentos técnicos e ferramentas orientadas em estratégias de mediação e comunicação com os públicos.

À medida que o setor cultural se torna mais consciente da necessidade de ir além de uma ideia de democratização da cultura e das suas responsabilidades na construção da democracia cultural, torna-se também necessário refletir de forma concreta sobre as barreiras à participação dos públicos e de planear ações concretas para as ultrapassar.
A formação terá a duração de 6 horas (10h00-13h00, 14h00-17h00) e a certificação será outorgada pela Fundação Bienal de Arte de Cerveira. A participação é gratuita e limitada, mas encontra-se sujeita a inscrição até ao dia 13 de janeiro.

De referir que nos meses de fevereiro e março estão programadas duas sessões, dedicadas às áreas da mediação cultural e da transmedia e do storytelling.

A iniciativa é promovida no âmbito da candidatura “Fundação Bienal de Arte de Cerveira: a Arte Contemporânea integrada na sociedade e no mundo” (2020 – 2021 – Apoio Sustentado – Artes Visuais), que conta com o apoio da República Portuguesa – Cultura / DG-ARTES Direção-Geral das Artes.

 

Formulário de inscrição

 

 

Programa:

Manhã (10h-13h) | Barreiras à participação cultural:
• Os guardiões da cultura
• Democracia cultural
• Participação cultural e direitos culturais
• Barreiras físicas, sociais, intelectuais

Tarde (14h-17h) | Deficiência e gestão cultural:
• Espaços acessíveis
• Websites acessíveis
• Comunicação acessível
• Políticas de preços
• Atendimento
• Serviços
• Programação

 

Nota biográfica da formadora Maria Vlachou 

Consultora em Gestão e Comunicação Cultural. Membro fundador e Diretora Executiva da associação Acesso Cultura. Autora do blog Musing on Culture (e do livro homónimo), onde escreve sobre cultura, gestão e comunicação cultural, públicos, acesso. Gestora da página de Facebook Museum texts / Textos em Museus e co-gestora do blog Museums and Migration. Participou no projeto europeu RESHAPE – Reflect, Share, Practice, Experiment, sendo membro do grupo “Arts and Citizenship”.

Foi Diretora de Comunicação do São Luiz Teatro Municipal (2006-2012) e Responsável de Comunicação do Pavilhão do Conhecimento – Ciência Viva (2001-2006). Membro dos corpos gerentes do ICOM Portugal (2005-2014) e editora do seu boletim. Foi consultora do Museu Arpad Szenes – Vieira da Silva e da Comissão Cultural da Marinha. Colaborou com os programas Descobrir e Próximo Futuro da Fundação Calouste Gulbenkian.

Fellow e membro do ISPA – International Society for the Performing Arts (2018, 2020). Alumna do DeVos Institute of Arts Management at the Kennedy Center for the Performing Arts (Washington, 2011-2013); Mestre em Museologia pela University College London (1994), tendo realizado estágios no Petrie Museum of Egyptian Archaeology e no Natural History Museum; Licenciada em História e Arqueologia (Universidade de Ioannina, 1992).