Laboratório de Aprendizagem Criativa já arrancou e vai beneficiar 1800 alunos de Cerveira, Melgaço e Valença

Promovido pela Fundação Bienal de Arte de Cerveira o projeto “LAC – Laboratório de Aprendizagem Criativa” já arrancou e vai abranger cerca de 1800 alunos do ensino regular do 9.º ano e do ensino secundário dos Agrupamentos de Escolas de Vila Nova de Cerveira, Melgaço e Valença ao longo de três anos letivos.

Tendo como objetivo melhorar a qualidade de aprendizagem dos alunos, promover o sucesso escolar e reduzir a taxa de insucesso e abandono, o “LAC – Laboratório de Aprendizagem Criativa” vai levar às oficinas da Fundação Bienal de Arte de Cerveira (FBAC), até 2021, cerca de 1800 jovens estudantes dos Agrupamentos de Escolas de Vila Nova de Cerveira, Melgaço e Valença.

Segundo o presidente da FBAC, Fernando Nogueira, “esta iniciativa resultará em mais um conjunto de atividades que vem reforçar o trabalho desenvolvido pelos agrupamentos e o papel pedagógico da Fundação e do Serviço Educativo, que propõe construir uma comunicação disruptiva com as escolas, reafirmando a importância das artes na formação integral do indivíduo”.

A iniciativa é constituída por um conjunto de oficinas temáticas que trabalham temas da cultura e da arte contemporânea, indo ao encontro dos programas curriculares. Enquanto ferramenta pedagógica, o LAC propõe, através do conhecimento da arte e da experimentação plástica/criativa, que os alunos adquiram competências para a construção da aprendizagem e para o sucesso escolar.

O projeto prevê ainda a elaboração de um guião para os alunos, como ferramenta pedagógica complementar sobre as temáticas desenvolvidas, a realização de exposições com uma seleção dos trabalhos realizados nas oficinas e, ainda, a publicação de uma brochura com o balanço reflexivo sobre a participação das escolas.

A Fundação Bienal de Arte de Cerveira promove ainda o programa “Agitar-te”, que convida crianças e professores do ensino pré-escolar do Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Cerveira a uma aproximação criativa e dinâmica com a arte e a cultura contemporânea, através de seminários e ações de capacitação/sensibilização para os educadores e ateliers para os mais pequenos. No total, serão abrangidos, também ao longo de três anos letivos, mais de 550 alunos.

De acrescentar que estes projetos resultam da candidatura “School 4All Vila Nova de Cerveira” aprovada no âmbito do Programa Operacional Regional do Norte, Norte 2020, submetida pela Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, ao eixo prioritário 8: Educação e Aprendizagem ao Longo da Vida, financiado em 85% pelo Fundo Social Europeu, sendo que o restante valor é assumido pelos municípios envolvidos.

 

X